Anuário 2010

 

Anuário Internacional de Comunicação Lusófona 2010: Lusofonia e Sociedade em Rede

Editores: Moisés de Lemos Martins, Rosa Cabecinhas, Lurdes Macedo

Editora: Coimbra: CECS/Grácio Editor
Ano:
2011
ISSN:1807-9474

DOWNLOAD GRÁTIS

Subordinado ao tema “Lusofonia e Sociedade em Rede”, este Anuário Internacional de Comunicação Lusófona 2010 analisa de forma crítica alguns dos desafios que se colocam aos processos de comunicação e às práticas culturais no espaço lusófono contemporâneo, constituído não só pelo conjunto de nações e de comunidades de língua portuguesa, mas também—e cada vez mais — por um conjunto de fluxos e de redes que se configuram no ciberespaço.

A complexa construção da(s) identidade(s) lusófona(s) é, desta vez, trazida à luz e discutida em textos de investigadores que tomam como ponto de partida os desafios da sociedade em rede e das políticas da língua, bem como as questões da memória e dos símbolos nacionais. Empenhados em aprofundar o conhecimento sobre o impacto destes fenómenos na (re)configuração da comunidade lusófona, os autores apresentam-nos artigos nos quais as perspectivas teóricas e as propostas metodológicas se multiplicam.

Organizado conjuntamente pela Federação Lusófona de Ciências da Comunicação (LUSOCOM) e pela Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação (SOPCOM), o Anuário Internacional de Comunicação Lusófona 2010 pretende constituir, assim, mais uma oportunidade para se reflectir sobre a relação entre comunicação, cultura e lusofonia na contemporaneidade. 
(Texto da contra-capa)

Índice

Nota dos Editores
Lusofonia na era digital – novos fluxos e redes
Moisés de Lemos Martins, Rosa Cabecinhas e Lurdes Macedo

7

PARTE I – SOCIEDADE EM REDE NO ESPAÇO DA LUSOFONIA
“Por mares nunca dantes navegados” – Contributos para uma cartografia do ciberespaço lusófono
Lurdes Macedo, Moisés de Lemos Martins e Isabel Macedo

11

Políticas Públicas de Comunicação: Desafios brasileiros na era digital
José Marques de Melo

41

Desafios das redes de comunicação e de educação no espaço lusófono: Da blogosfera cabo-verdiana à cidadania global
Silvino Lopes Évora e Albino Luciano Tavares Silva

 51

Cartografia do ciberespazo dixital e indicadores mediáticos da lusofonia
Francisco Campos-Freire e Xosé Pereira-Fariña

 71

Identidades na Goanet – Estudando uma Mailing List Diaspórica com o Text Mining e a Análise de Redes
António Rosas
 99
O desenvolvemento da Sociedade da Información en Galicia. Aplicación do Índice Localcom
Berta García Orosa e Xosé López García
 123
Iniciativa de pesquisa no ciberespazo lusófono
Xan Gómez Viñas, Amanda Paz Alencar, Silvia Roca Baamonde, Ana Isabel Rodríguez Vázquez e María Salgueiro Santiso
137
Parte II – POLÍTICAS DA LÍNGUA
Políticas de língua e lusofonia: aspectos culturais e ideológicos
Vera Lúcia Harabagi Hanna, Regina Helena Pires de Brito e Neusa Barbosa Bastos

159

Que lusofonía para a Galiza?
Henrique Monteagudo e Serafín Alonso Pintos

177

O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa e a percepção de ameaça à identidade portuguesa
Michelly Carvalho e Rosa Cabecinhas
 189
Parte III – IDENTIDADE, MEMÓRIA E SÍMBOLOS NACIONAIS
Memória colectiva e identidade nacional: jovens angolanos face à História de Angola
Júlio Mendes, Eugénio Silva e Rosa Cabecinhas
 205
Desportista africano ou símbolo de uma nação europeia? – Media, desporto e guerra colonial nos anos 60
José Ricardo Carvalheiro

223

Da lanza ao portátil. Ao redor de certas estratexias de representación na fotografia galega
Vítor Vaqueiro
 245
Aquilo de que não se fala, não existe. Um estudo de caso sobre a Censura ao teatro no período salazarista
Carla Risso
259
Parte IV – ENTREVISTA
“A lusofonia é uma ave migratória” – Entrevista a Olinda Beja, escritora e poetisa são-tomense
Lurdes Macedo e Jorge Adolfo Marques

283

PARTE V – RECENSÕES
Castells, Manuel, Fernández-Ardèvol, Mireia, Qiu, Jack Linchuan & Sey, Ara (eds.) (2009) Comunicação Móvel e Sociedade. Uma Perspectiva Global, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 393 pp.
Vítor de Sousa
295
História da África Lusófona de Armelle Enders 
João Rocha Nunes
301
Agradecimento aos revisores   304