Anuário Internacional de Comunicação Lusófona 2019/2020: Geografias da diversidade

Editores: Paulo Serra e Anabela Gradim

Editora: LabCom
Ano: 2021
ISSN: 2255-2243

DOWNLOAD GRÁTIS

A diversidade de que aqui se trata é, em primeiro lugar, a diversidade das nações lusófonas que, unidas por uma história e uma língua cuja partilha nem sempre é pacífica e isenta de tensões, se espalham por continentes e regiões de geografias muito diferentes umas das outras. A diversidade é, em segundo lugar, a dos interesses e objetos de estudo dos investigadores de ciências da comunicação desses países, que se centram ora nos “velhos” e “novos” media, ora na cultura popular e sua relação com a contemporaneidade, ora no jornalismo e suas novas formas de fazer, ora ainda na comparação entre os vários países lusófonos.

Índice

Introdução

1

Diversidade de espaços no cinema português
Paulo Serra (Universidade da Beira Interior)
 3
Opinião pública: a mídia na construção da imagem da continuidade do Brasil com Portugal
Fernando Augusto Silva e Fernanda Barbosa Lopes (Universidade do Minho)
17
Música popular e marcadores culturais na cidade contemporânea: o contexto no município de Cuiabá
Yuji Gushinken e Helcio Azevedo (Universidade Federal de Mato Grosso e Universidade Eduardo Mondlane)
 39
Interseccionalidade, orientalismo e representatividade: um estudo de caso na série Sex Education
Heloísa André (Universidade de Lisboa) 
65

A era do streaming no espaço lusófono: uma geografia dos canais de TV na CPLP
Sónia Moreira, Ricardo Rios e Vítor Almeida (Universidade Federal do Rio de Janeiro e Universidade Federal de Juiz de Fora)

75

O jornalismo de dados no espaço lusófono: notas sobre os perfis de profissionais do Brasil e de Portugal
Vanessa Barros (Centro Universitário FIAM-FAAM)

 105

Mapa da mídia no Tocantins: levantamento dos veículos entre 2016 e 2020
Liana Rocha, Sarah Sousa e Yago Alves (Universidade Federal de Tocantins)
127
Explorações sobre a viragem cultural em França e na Grã-Bretanha e os seus primeiros ecos em Portugal
Filipa Subtil (Escola Superior de Comunicação Social)
149